Logotipo Original Sunne
O que é bandeira tarifária? Entenda como funciona as taxas e o aumento da energia elétrica

O que é bandeira tarifária? Entenda as taxas e o aumento da energia

Já se perguntou por que, em questão de 30 dias, sua conta de luz aumenta ou abaixa “no nada”? Não é por acaso, e a resposta está nas bandeiras tarifárias. 

Mas afinal, o que é bandeira tarifária? Ela é um sistema que sinaliza os consumidores sobre a taxação da energia elétrica, no caso, se os valores irão subir ou diminuir naquele determinado mês. 

Para entender mais sobre isso, e conseguir se adequar a mudança das tarifas, preparamos este artigo super completo, tão completo, que no final, damos a principal dica para fugir das contas de energia com valor altíssimos. 

O que é bandeira tarifária? 

A Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) criou o sistema em 2015, e desde então, os consumidores têm noção dos motivos da alta ou baixa dos custos.

Na verdade, a baixa ou alta das taxas não são por acaso, e sempre dependeu das condições de geração de eletricidade, mas com a regulamentação, as pessoas têm acesso à informação completa, digamos assim. 

Para entender melhor sobre o que o aumento da bandeira tarifária tem a ver com as condições citadas acima, vamos relembrar a escassez hídrica no ano de 2021.

Naquele ano, houve a maior crise hídrica em 91 anos, segundo informações do Ministério de Minas e Energia. O volume de chuva foi tão baixo, que quase não pôde suprir a quantidade necessária de água para abastecer as hidrelétricas, e assim, a dificuldade de gerar energia foi grande. 

Apesar de o racionamento propriamente dito não ter sido cogitado, o resultado se viu nas contas de luz. Os brasileiros pagaram R$ 14,20 a mais em cada 100 quilowatt-hora, além do que é cobrado na bandeira vermelha, a bandeira tarifária mais cara. 

Falaremos sobre as cores em outro tópico, mas agora, já consegue entender como estamos à mercê de condições que fogem do nosso alcance? Circunstâncias naturais e o aumento do preço de alguns insumos, por exemplo, são algumas delas. 

Em seu espaço no portal do Governo Federal, a ANEEL esclarece não haver um novo custo, mas sim, mais transparência em “tempo real”. Antes, o aumento não era tão percebido, pois eram repassados em até um ano depois, no próximo reajuste tarifário. 

Atualmente, o consumidor consegue saber em qual bandeira está, se na maior ou na menor, e assim, tentar adaptar o consumo ou preparar-se financeiramente para as próximas faturas. 

Tipos de bandeira tarifária

Após saber o que é bandeira tarifária, é preciso entender quais são elas, para compreender como sua conta de luz funciona.  

Bandeira Verde

A bandeira tarifária verde é a melhor bandeira de todas, pois significa que as condições de geração de energia estão favoráveis. Portanto, é quando as taxas ficam mais baratas, já que não há acréscimos.

Bandeira Amarela

Já a bandeira tarifária amarela, sinaliza quando as condições estão um pouco menos favoráveis e a tarifa passa a ter um acréscimo de R$ 1,87 a cada 100 kWh consumido.

Bandeira Vermelha — Patamar 1

As coisas começam a ficar mais tensas para o consumidor na bandeira tarifária vermelha — patamar 1, quando as condições são mais precárias, e por isso, as taxas aumentam R$ 3,97 por cada 100 kWh consumido.  

Bandeira Vermelha — Patamar 2 

Praticamente triplicando o valor, que já não era amigável ao bolso do consumidor, a bandeira tarifária vermelha resulta em um aumento muito significativo, de R$ 9,49 para cada 100 kWh. 

Bandeira de Escassez Hídrica 

Até 2020, a bandeira tarifária vermelha — patamar 2 era o ápice do aumento, indicando condições consideradas bem ruins à geração de energia. Mas em 2021, durante a crise hídrica que mencionamos anteriormente, as coisas tiveram que mudar (e aumentar) ainda mais.

Quando as condições energéticas são extremamente críticas, como nas secas severas, as tarifas aumentam R$ 14,20 por cada 100 kWh. A Câmara de Regras Excepcionais para Gestão Hidroenergética (CREG), a criou como medida provisória, mas nada impede que ela volte, pois como citamos, são situações que 

De R$ 0 a R$ 1,87, até chegar aos R$ 14,20, é muita coisa. Não se desanime, pois se lembre que final deste artigo, nós mostraremos como não precisar mais passar por essa insegurança financeira. Pelo contrário, ensinaremos a como poupar seu dinheiro, então fique por aí. 

De que modo verificar qual a bandeira vigente? 

A ANEEL determinou a criação das bandeiras tarifárias para podermos controlar nosso consumo, mas acontece que nem todos têm conhecimento sobre isso. 

Um dos motivos, é que o aumento da bandeira não é tão bem sinalizado, e acaba passando despercebido. O “status” se encontra ao lado do volume de consumo, em letras pretas, do mesmo tamanho que toda a fonte da conta. 

Como funciona o adicional e o aumento de valor? 

Como a pergunta sobre o que é bandeira tarifária já foi respondida, resta saber como ela funciona. 

Sobre isso, é a Agência Nacional de Energia Elétrica a responsável por determinar qual será a bandeira do mês seguinte, dependendo do volume de chuva nos meses próximos às tarifas seguintes, contando a partir do início do ano. 

É nessa época que as bacias hídricas ficam mais cheias, devido à grande incidência de chuva no verão. Se o volume for suficiente, a bandeira fica verde. Caso contrário, a depender dos períodos de seca, ela vai da amarela à vermelha — patamar 2. 

O adicional de bandeira tarifária mais caro, de R$ 14,20, acontece somente em casos muito específicos, tanto que desde a última crise, em 2021, ela não foi mais necessária. 

O que fazer para economizar energia? 

Agora que você sabe o que é bandeira tarifária, fica mais fácil economizar nas contas de luz, por conseguir adaptar o consumo dependendo do aumento do valor. 

Mas será que essa é mesmo a melhor opção? Como pessoas comuns, temos nossa rotina, deveres, direitos, e a grande maioria deles precisam de energia elétrica para podermos cumpri-los. 

Depois de um longo dia de trabalho, como conseguir diminuir o tempo em frente à TV, curtindo um filme ou uma série? Ou então, como reduzir o tempo de carregamento de notebook, uso de máquinas ou lâmpadas, em uma empresa que não pode parar? 

No final, adaptar o consumo não é assim tão fácil, mas a energia solar é uma solução bem eficaz e acessível.

Com ela, não há preocupação com escassez, pois o sol é uma fonte diária e inesgotável de energia, e muito menos receio devido ao aumento das taxas. 

A Sunne, oferece um plano de assinatura de energia solar perfeito para condomínios e empresas não terem mais nenhuma preocupação, essas que possivelmente teve após saber o que é a bandeira tarifária.  
Conheça nossa plataforma e tenha descontos de até 20% em suas contas de luz, sem gastar com instalação, tudo 100% digital.