Logotipo Original Sunne
Na imagem aparecem três cédulas de reais nos valores de 50 reais, 200 reais e 100 reais, do lado direito inferior ao lado esquerdo superior, respectivamente. Ao lado da cédula de 100 reais aparece uma moeda de um real com as bordas douradas e o centro prata de frente. Imagem usada para exemplificar artigo sobre tempo de retorno do investimento em energia solar

Tudo sobre tempo de retorno do investimento em energia solar

O tempo de retorno do investimento em energia solar é o benefício mais desejado pelos investidores nesta tecnologia. Até porque ela consegue gerar uma economia de até 95% com gastos de energia elétrica, seja em residências ou empresas.

Nesse momento, o Brasil é um dos países que mais produzem energia solar fotovoltaica no mundo e isso apenas em 2022. Muito dessa demanda é motivada pelas vantagens de investir em energia solar já que com a popularização do processo, surge uma alta demanda dos consumidores.

Mas, quer saber mais antes de investir, é compreensível. Se você quer investir e ver o tempo de retorno do investimento em energia solar, aproveitar as vantagens de investir em energia, quanto custa investir em energia solar e, principalmente, como investir em energia solar, recomendamos que você siga a leitura desse artigo até o fim!

O tempo de retorno do investimento em energia solar

Como a energia solar está crescendo, se popularizando e está também movimentando a economia e gerando interesse tanto em quem quer economizar quanto em que quer aproveitar todas as vantagens de investir em energia solar e garantir uma fonte de renda extra. 

Logo, é possível ser os dois: consumidor e investidor. Entretanto, investir é necessário estar ciente de que o tempo de retorno do investimento em energia solar podem ser afetados por diversos fatores, como:

  • Custo de painéis solares;
  • Eficiência do sistema;
  • Custo e tarifas da eletricidade local;
  • tamanho do sistema;
  • E incentivo governamental.

Como investir em energia solar parece algo menos tangível e uma ideia distante, no ano de 2022 o preço da eletricidade no Brasil aumentou em até 30%, segundo os dados divulgados em agosto daquele ano pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Por consequência, os sistemas de energia solar fotovoltaica podem ser considerados um investimento de baixo risco. Considerando que entre os anos de 2016 e 2021 em várias cidades houve um salto na adesão à energia solar, segundo a ANEEL.

Só nesse período, 613 cidades que produziam energia solar saltaram para 5.220, indicando que o custo para instalar energia solar está se tornando cada vez mais acessível. 

Perceba que como investir em energia solar é o negócio do futuro e muito lucrativo para você e sua empresa.

Mas, e o retorno do investimento, como fica?

Agora vamos à parte que mais interessa: o retorno do seu investimento. Bem, o tempo de retorno do investimento em energia solar é o período necessário para que o valor investido seja recuperado por meio da economia na conta de luz. 

Normalmente, o tempo de retorno do investimento em energia solar, também conhecido como payback, em sistemas residenciais no Brasil é de 4 anos. Em média, o investimento se paga em 3 a 5 anos para residências e 5 a 8 anos para empresas.

E como calcular esse retorno de investimento em energia solar?

Além de se informar sobre quanto custa investir em energia solar, afinal é o primeiro passo nesse processo; calcular o retorno desse investimento também é importante. 

Para calcular o tempo de retorno do investimento em energia solar, é necessário considerar o custo total do sistema de energia solar, incluindo a instalação, equipamentos, manutenção e os custos da operação. 

Em seguida, compare esses custos com o valor total de economia de energia que o sistema solar produz ao longo de sua vida útil. 

Além disso, muitos países oferecem benefícios tributários, inclusive o Brasil, para diminuir os custos, o que pode aumentar o retorno do seu investimento.

As vantagens de investir em energia solar que você precisa ficar atento

Como sabemos o custo de energia elétrica em estabelecimentos comerciais e residenciais causam um impacto financeiro, principalmente, para aquele que demandam muita energia como bares, restaurantes e padarias. 

Sem mencionarmos que o preço da energia elétrica está intrinsecamente atrelado ao mercado financeiro, causando variações e aumentos inesperados. Portanto, quanto custa investir em energia solar?

Bem, custa algo, sim, mas em compensação com as vantagens de investir em energia solar, é super válido. Pois, algumas das vantagens, além da economia que podem ser obtidos com a energia solar fotovoltaica são:

1. A instalação de energia solar em uma empresa pode valorizar o imóvel, aumentando seu valor no mercado.

2. Pode fortalecer a autonomia energética da sua empresa, reduzindo a dependência de fontes de externas e a dependência de uma concessionária local de distribuição de energia.

3. Com a energia solar é possível que sua empresa seja mais resiliente ao se deparar com eventuais crises energéticas, tendo um fornecimento estável e seguro de energia elétrica

4. Ao usar energia solar, que é proveniente de uma fonte limpa, ajuda a melhorar a imagem da empresa diante do mercado e dos consumidores, pois se mostra comprometido com a sustentabilidade e com o meio ambiente.

5. Reduz a emissão de gases poluentes para a atmosfera do planeta e ainda estimula a inovação na empresa, fomentando a adoção de novas tecnologias e práticas sustentáveis.

Quanto custa investir em energia solar hoje?

Assim como o tempo de retorno do investimento em energia solar, o custo de investir em energia solar hoje pode variar dependendo da região do país, da escolha do tamanho do sistema, a potência do equipamento e a instalação. Se bem que existem hoje no mercado formas mais barata, como a contratação de um plano de aluguel de energia solar.

Mas, olhando no sentido macro, caso você queira optar por ter seu próprio sistema, o preço dos painéis solares vem diminuindo nos últimos anos, tornando a energia solar cada vez mais acessível.

Inclusive, muitos países e estados, como acontece aqui no Brasil, oferecem benefícios tributários para ajudar na redução dos custos desses investimentos para empresas. Em média, o custo para a instalação de um sistema fotovoltaico no Brasil, por exemplo, custa entre R$20 mil a R$30 mil.

Para entender melhor onde esses custos de aplicam, continue lendo que vamos explicar alguns deles:

Custo de instalação

Que podem variar de acordo com o tipo do terreno, o tipo de telhado e, claro, o tamanho do sistema escolhido, o tipo de adaptação na rede elétrica que precisa ser feito. Hoje o menor sistema de custa em torno de R$13 mil, sem limites máximos. 

Incentivos financeiros

O que incentiva conseguir diminuir o tempo de retorno do investimento em energia solar é que bancos e cooperativas de crédito oferecem linhas de crédito para energia solar, tanto para residências quanto para empreendimentos comerciais e industriais. Isso facilita e possibilita a compra de sistemas fotovoltaicos.

Impostos e taxas

Após a instalação feita ainda é necessário pagar algumas taxas na conta de luz, pois mesmo que a conta venha zerada, a taxa de disponibilidade pode variar conforme o tipo de ligação local, sendo 30kWh para ligações monofásicas, 50 kWh para bifásicas e 100 kWh para trifásicas. 

Ainda é necessário de preocupar com o pagamento da Contribuição para Custeio do Serviço de Iluminação Pública (COSIP ou CIP), que pode variar de cidade para cidade e o ICMS.

Oscilação de mercado

O valor do dólar influencia muitas coisas no nosso dia a dia, inclusive, no custo dos equipamentos de energia solar. A alta demanda por painéis solares no mundo faz com que as fábricas trabalhem o mais rápido possível e o frete desses equipamentos se tornem caros. 

Se ainda quer investir no seu próprio sistema fotovoltaico, continue lendo que vamos te falar como investir em energia solar hoje.

Como investir em energia solar

Em janeiro desse ano entrou em vigor a lei da “Taxação do Sol”, ou a Lei 14.300/2022, onde o consumidor que usar a energia solar excedente, deve arcar com os custos de tarifas TUSD.

Além de gerar e consumir sua energia solar, existem outros meios de investir em energia solar, como:

Venda de energia para concessionária local

Por exemplo, agora que você instalou placas de energia solar, produz e consome energia, pode vender para a concessionária o excedente, sendo feita a partir de leilões federais, onde vai precisar lidar com os processos burocráticos e necessitará ter investimentos maiores que R$50 milhões.

Venda no mercado livre de energia

O mercado livre de energia é pouco conhecido para o público geral, mas é nele em que ocorre negociações de fornecedores de energia. Para entrar no mercado livre é necessário ter investimentos a partir de R$3.500.000,00 e uma usina cadastrada na Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE).

Aluguel de energia solar

Nesse caso, quem não quer ou não ter como arcar com a instalação de geradores fotovoltaicos em casa, pode alugar energia solar de uma empresa especializada, estipulada pela Lei 14300/22 da ANEEL. 

A maior diferença desse tipo de modalidade é mão ter gastos extras com adaptações, instalação ou necessidade de participar de processos burocráticos.

Ainda não pode arcar com os custos desse investimento?

Como investir em energia solar ainda não é uma realidade para todos, a Sunne busca democratizar energia limpa para todos e mesmo para você que busca ter um menor tempo de retorno de investimento em energia solar. 

Diante de tantas vantagens para investir em energia solar, a Sunne é uma empresa especializada em aluguel de energia solar, presente em vários estados do Brasil, mostrando aos seus clientes que é possível investir pouco, ser sustentável e ainda economizar na conta de luz mensalmente. 
Acesse nosso site e veja o quanto você pode economizar na sua conta de luz com a gente!

Saiba mais sobre energia solar por assinatura. Sem instalar painéis solares, sem obras, sem investimento. A Sunne cuida de tudo por você