Logotipo Original Sunne
Visão aérea de fazenda solar para artigo sobre geração centralizada de energia

Veja os desafios da geração centralizada de energia renovável

Durante as suas pesquisas sobre o mercado de energia renovável, é bem provável que você tenha se deparado com a geração centralizada de energia

Apesar da geração de energia centralizada ser um pouco parecida com a geração distribuída, existem algumas diferenças. 

Diversas empresas estão investindo em energia renovável para deter a descarbonização, ou seja, empresas estão apostando em fontes limpas e renováveis para reduzir as emissões de gases poluentes e com isso também atrair investimentos.

E é nesse momento que a geração de energia centralizada ganha um papel importante, principalmente, após a pandemia, onde as fontes de energias renováveis podem ser o caminho para diversificar a matriz energética nacional e reduzir os impactos ambientais do desperdício. 

Apesar de ter uma motivação até nobre, a geração centralizada de energia no Brasil ainda enfrenta alguns desafios que vamos falar sobre nesse artigo que a Sunne preparou para você. 

Quer conhecer um pouco mais sobre esse mercado? Então, vem com a Sunne e aproveite a leitura!

O que é e como funciona a geração centralizada de energia renovável

Mas, antes de partirmos para os desafios que a geração centralizada de energia solar, ou de qualquer outra fonte renovável, enfrenta, vamos explicar rapidamente o que é e como essa geração funciona para que assim você consiga distinguir ela e a geração distribuída com mais facilidade.

A geração centralizada de energia renovável se configura como um gigante verde acionando a rede elétrica, impulsionando a produção de energia limpa em larga escala. 

Imagine usinas imensas, como usinas solares e eólicas, captando a força do sol e do vento para alimentar cidades inteiras. Essa é a essência dessa modalidade, que se diferencia da geração distribuída por sua grandiosidade e impacto.

No modelo da geração de energia centralizada, a energia é gerada em grandes usinas, geralmente localizadas em áreas com alto potencial de geração, como regiões com insolação intensa ou ventos fortes. 

Essas usinas operam utilizando tecnologias de ponta para converter os recursos naturais em eletricidade.

Painéis solares capturam a luz do sol e a transformam em corrente contínua. Já as turbinas eólicas, geram energia cinética, posteriormente convertida em eletricidade.

Essa energia bruta, ainda não pronta para consumo, segue para estações transformadoras e somente lá, passa por um processo de “refinamento”, sendo convertida em alta tensão para minimizar perdas durante a transmissão. 

Através de extensas linhas de transmissão, essa energia renovável viaja por longas distâncias, cruzando campos e cidades, até chegar aos centros de consumo.

Na rede de distribuição, a eletricidade de alta tensão é “domada” e distribuída em diferentes níveis de voltagem, finalmente chegando às nossas casas, empresas e indústrias, pronta para alimentar nosso dia a dia.

Mesmo promovendo uma grande ajuda em diversificar a matriz energética brasileira e reduzir as emissões de gases poluentes, a geração centralizada de energia solar ainda tem alguns desafios para lidar. Confira abaixo os principais desafios desta geração.

Descubra como você pode economizar dinheiro com energia solar por assinatura. Economize até 20% na conta de luz

Desafios da geração centralizada de energia

Apesar de ser uma impulsionadora da matriz energética limpa, a geração centralizada de energia renovável enfrenta diversos desafios que precisam ser superados para garantir sua viabilidade em larga escala. 

1. Infraestrutura

A rede de transmissão de energia, responsável por transportar a eletricidade gerada pelas usinas até as cidades, pode se tornar um gargalo para a geração centralizada de energia, limitando a quantidade de energia renovável que pode ser integrada ao sistema. 

Além disso, parte da energia se perde durante o trajeto, reduzindo a eficiência do sistema e gerando custos adicionais.

Para superar esses desafios, é necessário investir na modernização da rede de transmissão, implementar soluções de armazenamento de energia em larga escala e incentivar a geração distribuída de energia renovável. 

Além disso, governos, empresas privadas e instituições financeiras podem contribuir através de investimentos públicos, parcerias público-privadas e inovação financeira.

Enfrentar os desafios infraestruturais da geração centralizada de energia solar ou de qualquer fonte de energia renovável é fundamental para garantir a viabilidade e o sucesso dessa modalidade energética limpa.

2. Intermitência

A geração centralizada de energia pode oscilar repentinamente, exigindo ajustes rápidos na rede elétrica para manter o equilíbrio entre oferta e demanda. Essa instabilidade pode levar à sobrecarga ou subcarga do sistema, afetando sua confiabilidade e segurança.

Outro “problema” é que a natureza intermitente da geração renovável exige uma rede elétrica mais flexível e resiliente, capaz de se adaptar às rápidas mudanças na oferta de energia. 

Isso pode significar investimentos em infraestrutura e tecnologias de controle de redes mais avançadas.

Para garantir a disponibilidade de energia renovável mesmo em momentos de baixa geração, é necessário investir em soluções de armazenamento em larga escala, como baterias ou usinas hidropumped storage

Essa infraestrutura permite armazenar o excedente de energia gerada pela geração de energia centralizada durante o dia e utilizá-la à noite ou em momentos de pico de demanda.

O interessante disso é que a intermitência, ao invés de um obstáculo, pode ser vista como uma oportunidade para desenvolver um sistema energético mais flexível, resiliente e sustentável. 

Com investimentos em soluções inovadoras e políticas públicas que incentivem a diversificação da matriz energética, podemos transformar a intermitência em um motor para a transição para um futuro onde a energia renovável seja a base do nosso sistema energético.

3. Transmissão e distribuição

As linhas de transmissão, responsáveis por transportar a eletricidade gerada pelas usinas até as cidades, podem se tornar gargalos, limitando a quantidade de energia renovável que pode ser integrada ao sistema. 

Além disso, durante o trajeto pelas linhas de transmissão, parte da energia se perde como calor, reduzindo a eficiência do sistema e gerando custos adicionais. 

Essas perdas, que podem chegar a 10%, representam um obstáculo significativo para a viabilidade da geração centralizada de energia renovável.

A geração centralizada de energia renovável, por ser intermitente e variável, exige um sistema de transmissão e distribuição flexível e inteligente para garantir o equilíbrio entre oferta e demanda na rede. 

Sem esse sincronismo, a rede pode se tornar instável, afetando a confiabilidade do fornecimento de energia.

4. Impactos sociais

Ao contrário das usinas tradicionais, que geram energia em locais remotos e concentram os impactos em áreas específicas, a geração de energia centralizada renovável pode trazer benefícios e desafios para as comunidades locais onde as usinas são instaladas.

Uma delas é que com a instalação de grandes usinas renováveis pode levar a mudanças na dinâmica social das comunidades locais, afetando costumes, tradições e relações interpessoais. 

Para isso é crucial que os projetos sejam desenvolvidos com diálogo transparente e participação ativa das comunidades para minimizar esses impactos.

Apesar de serem renováveis, as usinas podem gerar impactos ambientais na região, como desmatamento, perda de biodiversidade e alterações no uso da terra. 

É fundamental que os projetos sigam rigorosos critérios de sustentabilidade e adotem medidas de mitigação e compensação ambiental para minimizar esses impactos.

É importante garantir que os benefícios da geração centralizada de energia renovável sejam distribuídos de forma justa e equitativa entre as comunidades locais, incluindo a criação de empregos, oportunidades de renda e acesso à energia limpa.

Outro ponto é que os projetos de geração centralizada de energia renovável precisam respeitar e preservar o patrimônio cultural e histórico das comunidades locais, evitando impactos negativos em sítios arqueológicos, monumentos e áreas de importância cultural.

Simbolo eficiência energética para artigo Gestão de energia e eficiência energética para empresas

Soluções para a geração centralizada de energia

A geração centralizada de energia renovável se ergue como um gigante verde pronto para revolucionar o setor energético, impulsionando a produção de energia limpa em larga escala.

Mas, para que esse gigante possa operar em todo seu potencial, é preciso superar desafios e implementar soluções inovadoras que garantam a viabilidade e o sucesso dessa modalidade energética sustentável e é sobre isso que veremos a seguir.

Descentralização e microrredes

A combinação da geração centralizada de energia solar, por exemplo, com a descentralização e as microrredes abre um leque de possibilidades para um futuro energético mais sustentável, eficiente e resiliente. 

Através da democratização da produção de energia, da otimização do uso da infraestrutura e da inteligência na gestão dos recursos energéticos, podemos construir um sistema energético mais limpo, confiável e acessível para todos.

Armazenamento de energia

A intermitência, característica inerente a fontes como a solar e a eólica, exige soluções inovadoras para garantir a estabilidade da rede elétrica. 

A transmissão e distribuição precisam ser modernizadas e otimizadas para escoar a energia gerada para os centros de consumo com eficiência e reduzir as perdas. 

Já o armazenamento de energia em larga escala é essencial para garantir a disponibilidade de energia renovável mesmo em momentos de baixa da geração centralizada de energia.

Superar esses desafios exige investimentos em pesquisa e desenvolvimento, implementação de soluções inovadoras e políticas públicas que incentivem a diversificação da matriz energética e a adoção de tecnologias limpas. 

Através de um esforço conjunto, podemos transformar a geração centralizada de energia renovável em um pilar fundamental para um futuro mais verde, sustentável e confiável para todos.

Eficiência energética

A eficiência energética não é apenas um complemento à geração centralizada de energia renovável: é um elemento essencial para a viabilidade e sustentabilidade do sistema energético como um todo. 

Investir na modernização da infraestrutura de transmissão e distribuição, com tecnologias mais eficientes e inteligentes, é crucial para reduzir as perdas de energia e otimizar o fluxo de energia renovável.

Outra solução é adotar tecnologias eficientes em residências, empresas e indústrias, como eletrodomésticos, iluminação e motores, permitindo reduzir significativamente o consumo de energia sem comprometer o conforto ou a produtividade.

Além disso, promover a conscientização e a educação sobre o uso eficiente da energia é fundamental para mudar hábitos e comportamentos, incentivando o consumo consciente e responsável.

Por fim, implementar políticas públicas que incentivem a adoção de práticas e tecnologias eficientes, como subsídios, leis de eficiência energética e programas de conscientização, é crucial para impulsionar a eficiência energética em larga escala.

Políticas públicas e incentivos

A geração centralizada de energia renovável se apresenta como um gigante verde pronto para revolucionar o setor energético, mas para que ele opere em todo seu potencial, é necessário um ambiente propício impulsionado por políticas públicas e incentivos.

Políticas públicas essenciais:

  • Criar um ambiente regulatório favorável com leis e regulamentações claras e estáveis;
  • Oferecer incentivos financeiros como subsídios, isenções fiscais e linhas de crédito com juros baixos;
  • Promover pesquisa, desenvolvimento e inovação em tecnologias de geração renovável;
  • Investir na capacitação profissional de mão de obra especializada;
  • Implementar campanhas de educação e conscientização sobre os benefícios da energia renovável.

Incentivos para Atrair Investimentos:

  • Leilões de energia renovável com preços competitivos e contratos de longo prazo;
  • Certificados de Energia Renovável (RECs) que permitem a compra da garantia de energia renovável;
  • Parcerias Público-Privadas (PPPs) para financiar projetos de grande porte.
  • Transformando Políticas em Ação:

Com políticas públicas e incentivos eficazes, a geração de energia centralizada renovável torna-se uma realidade, impulsionando a transição para um futuro verde e sustentável. 

Através da ação conjunta de governos, empresas, sociedade civil e consumidores, podemos construir um mundo movido por energia limpa, protegendo o meio ambiente e garantindo um futuro melhor para as próximas gerações.

Superando os desafios da geração centralizada renovável com a Sunne

A geração centralizada de energia renovável, apesar de seus benefícios para o meio ambiente e para o futuro do planeta, ainda enfrenta desafios que impedem sua democratização. 

Entre os principais obstáculos estão os altos custos de instalação, a necessidade de extensas áreas para usinas e a variabilidade da geração, dependente das condições climáticas.

Mas a Sunne surge como a resposta para esses desafios, oferecendo energia por assinatura, um modelo que elimina as barreiras para o acesso à energia limpa e renovável. 

Com a Sunne, você não precisa investir na compra e instalação de painéis solares em sua propriedade. Basta assinar um plano de acordo com sua necessidade de consumo e aproveitar toda a economia e sustentabilidade da energia solar.

A Sunne torna a energia solar acessível para todos:

  • Sem investimento inicial;
  • Processo 100% online;
  • Sem obras em seu imóvel;
  • Planos personalizados;
  • Energia limpa e renovável.

Acesse o site da Sunne, simule a economia que você pode ter de forma gratuita e comece a gerar sua própria energia, sem burocracia e com economia real. Junte-se à Sunne e faça a diferença!

Banner para incentivo de assinatura de energia por assinatura para usuários interessados