Logotipo Original Sunne
Fundo verde de plantas desfocado, no lado direito tem um mini carrinho de supermercado, uma lampada acessa e algumas moedas na frente desse carrinho de supermercado para exemplificar o artigo sobre o que é mercado de curto prazo

Sabe o que é mercado de curto prazo (MCP) e como ele funciona?

Você sabe dizer o que é mercado de curto prazo? Provavelmente, já deve conhecer o Mercado Livre de energia, mas esse ainda não sabe do que se trata? Então, esse artigo será perfeito para você!

Entender como funciona o mercado de curto prazo (MCP), ou mercado spot, como também é chamado, é importante para que você faça boas e lucrativas negociações ao negociar no mercado livre de energia, sabendo onde fazer negócios e em quais valerão a pena investir.

O Mercado de Curto Prazo é essencial para o setor elétrico, já que ele é responsável por contabilizar e comercializar as diferenças entre a energia contratada e o volume efetivamente gerado ou consumido. 

Inclusive, esse mercado é gerido pela Câmara de Comercializadores de Energia Elétrica (CCEE). Neste artigo vamos abordar como funciona o mercado de curto prazo, qual sua importância e como identificar oportunidades no mercado de curto prazo.

Venha com a gente para entender melhor esse mecanismo importante do setor de energia elétrica.

O que é mercado de curto prazo (MCP) e como ele pode beneficiar sua empresa

Agora vamos entender o que é Mercado de Curto Prazo (MCP), ou mercado Spot como também é conhecido. Bem, é uma parte do segmento do mercado de energia elétrica onde ocorre a compra e venda imediata de energia elétrica. 

Nesse ambiente são contabilizadas e comercializadas as diferenças entre energia elétrica contratada e o volume que foi realmente gerado ou consumido pelos agentes. Portanto, é interessante frisar que a energia no mercado de curto prazo pode ser comercializada para atender uma demanda instantânea.

Ou seja, no mercado de curto prazo as distribuidoras e os grandes consumidores compram a energia elétrica necessária para suprir alguma necessidade a curto prazo, que pode ser para apenas um dia ou algumas horas antes do período de entrega, isso caracteriza o que é mercado de curto prazo (MCP).

Por isso, a importância do mercado de curto prazo, já que é graças a ele que existe um equilíbrio entre a oferta e a demanda de energia elétrica em um determinado período. 

Além disso, o mercado de curto prazo funciona de uma forma dinâmica, onde os preços são determinados pela oferta e demanda, complementando o mercado de contratos de longo prazo (assim que funciona o mercado livre) e garante esse equilíbrio entre a oferta e a demanda de energia elétrica em tempo real. 

Como funciona o mercado curto prazo

Em março deste ano, o mercado de curto prazo conseguiu movimentar R$792 milhões, segundo dados do CCEE. Isso acontece devido a forma como funciona o mercado de curto prazo.

Para que você entenda ainda mais, o mercado de curto prazo é onde a energia elétrica é comprada e vendida para atender às necessidades imediatas de consumo. Portanto, o mercado de curto prazo funciona como se fosse um mercado de frutas, onde as pessoas compram as frutas que precisam naquele momento.

Logo, as empresas que distribuem energia elétrica e os grandes consumidores compram energia que precisam para suprir alguma demanda em um espaço muito curto de tempo, que pode ser um, dois ou simplesmente algumas horas.

Então, acontece que todo mês os agentes informam a CCEE, os montantes de energia contratados dos seus contratos bilaterais e os montantes de energia gerado ou consumidos.

Pois assim, a CCEE, então, verifica se faltou ou sobrou energia em relação aos contratos e calcula o valor a pagar ou a receber pelo agente no mercado de curto prazo, com base no Preço de Liquidação das Diferenças (PLD) vigente.

Por isso que o mercado de curto prazo é importante para garantir o equilíbrio entre a oferta e a demanda de energia no sistema elétrico nacional, além de permitir que os agentes possam ajustar seus contratos e aproveitar oportunidades de negociação no mercado livre de energia. 

Como identificar oportunidades no mercado de curto prazo é vital acompanhar as variações do PLD, as condições hidrológicas, a demanda por energia e as tendências do mercado, mas vamos falar sobre isso mais a frente.

Regulamentação do mercado de curto prazo

O mercado de curto prazo é regulado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), por meio das Resoluções Normativas e regras de comercialização de energia elétrica, como, por exemplo, a Resolução Normativa nº 336, que aprova a alteração das Regras de Comercialização de Energia Elétrica referentes ao cálculo das garantias financeiras associadas à Liquidação do mercado de curto prazo.

Já a Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE) fica responsável pela contabilização e liquidação financeira das operações do mercado de curto prazo, seguindo as regras e regulamentações estabelecidas pela Aneel.

Além disso, a Aneel trabalha em parceria com o mercado para elaborar novas regulamentações por meio de consultas públicas, como o caso da regulamentação do risco hidrológico (GSF), por meio da Resolução Normativa 895/2020.

A inadimplência no mercado de curto prazo também é um problema enfrentado pelo setor elétrico brasileiro há anos, principalmente, devido a liminares contra o pagamento do risco hidrológico.

Logo, a importância de regulamentações e elaboração de regras para o acordo do GSF são passos importantes para equilibrar o mercado e reduzir a inadimplência no mercado de curto prazo.

Como identificar oportunidades no Mercado de Curto Prazo?

Agora que você já entendeu o que é mercado de curto prazo (MCP), como o mercado de curto prazo funciona, agora vamos ver alguns aspectos importantes de como identificar oportunidades no mercado de curto prazo. 

Mas, para identificar oportunidades no mercado de curto prazo requer uma análise cuidadosa e estratégica das condições de oferta, demanda e preços. Por isso, separamos algumas orientações que servirão de base para você identificar essas oportunidades para sua empresa.

  • Variações de Preço de Liquidação das Diferenças (PLD), que conseguem refletir as condições de oferta e demanda de energia no sistema elétrico nacional, que pode gerar ganhos ou perdas para os agentes que negociam no mercado de curto prazo.
  • Condições hidrológicas influenciam na disponibilidade de água nos reservatórios das hidrelétricas e na geração de energia renovável, afetando o PLD e a segurança energética do país.
  • Demanda por energia, que mesmo dependendo de vários fatores, como o crescimento econômico, o consumo das indústrias e dos consumidores residenciais e comerciais; o clima e a sazonalidade, impactando o PLD e o equilíbrio entre oferta e demanda de energia.
  • O mercado de curto prazo é dinâmico e as oportunidades podem surgir e desaparecer rapidamente. Portanto, seja ágil para tomar decisões inteligentes em curtos prazos que sejam mais favoráveis para sua empresa.

É importante ressaltar também que a identificação de oportunidades no mercado de curto prazo pede por conhecimento do setor elétrico, análises de mercado e uma compreensão ampla sobre quaisquer fatores que possam influenciar a oferta, demanda e os preços da energia elétrica.

A importância do mercado de curto prazo

As negociações do mercado de curto prazo, por negociar excesso ou falta de energia elétrica gerada. Logo, esse equilíbrio permite com que não falta nem sobre energia para nenhum consumidor.

Inclusive, quando o valor do PLD está mais alto que o valor pago para a contratação de energia, pode ser positivo, já que a empresa pode lucrar com a operação se conseguir negociar rápido.

Por isso, o mercado de curto prazo complementa o mercado livre de energia, aquele que faz contratos de longo prazo.

A Sunne é uma referência no aluguel de energia solar no Ceará e já atendemos vários estados. Além de ofereceremos um plano de aluguel de energia exclusivo para atender a sua necessidade, você não terá que se preocupar com nem um processo burocrático, pois tudo é feito online, em um só clique.

Venha economizar com a Sunne, e saiba o que é realmente economizar dinheiro e ainda deixar sua empresa mais sustentável.

Faça como a Mob que já economizou R$303,747 em 26 meses apenas usando energia solar por assinatura! Entre em contato e cuidamos do resto