Logotipo Original Sunne
Homem segurando lâmpada par artigo sobre As vantagens e desvantagens do mercado de curto prazo

Descubra as vantagens e desvantagens do mercado de curto prazo

O mercado de curto prazo é essencial para o setor elétrico do país, pois ele é responsável por contabilizar e comercializar as diferenças entre a entrega contratada e o volume gerado ou consumido, mas sobre ele falaremos mais em breve.

Por ora, é interessante que você saiba que o mercado de curto prazo energia elétrica é gerido pela Câmara de Comercializadores de Energia Elétrica (CCEE), e entender como ele funciona é importante para que você consiga negociações lucrativas no mercado livre de energia.

Esse mercado tem diversas vantagens como também possui suas desvantagens e é sobre isso que vamos falar neste artigo. Então, se ficou interessado pelo mercado de curto prazo de energia, continue lendo!

O que é o mercado de curto prazo?

O mercado de curto prazo é um mercado de energia elétrica no qual as empresas compram e vendem energia para atender às suas necessidades imediatas de consumo ou para obter lucro. 

Nesse mercado, a energia é negociada para entrega no dia seguinte ou em até 15 dias, dependendo da região do país.

No Brasil, o mercado de curto prazo é operado pela Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE), responsável por gerenciar as transações entre os agentes do setor elétrico. 

E funciona da seguinte forma: a CCEE realiza leilões diários para definir o preço da energia elétrica no mercado de curto prazo, levando em consideração a oferta e a demanda de energia em cada região do país.

Mas, é importante ressaltar que os preços no mercado de curto prazo podem variar bastante, dependendo das condições climáticas, do nível dos reservatórios das hidrelétricas, da disponibilidade de outras fontes de energia e de outros fatores que afetam a oferta e a demanda de energia elétrica. 

Quando a oferta de energia é menor do que a demanda, os preços tendem a subir, enquanto quando a oferta é maior do que a demanda, os preços tendem a cair.

O mercado de curto prazo de energia é importante para garantir o equilíbrio entre a oferta e a demanda de energia elétrica em tempo real, permitindo que as empresas possam comprar energia para atender às suas necessidades imediatas de consumo ou para obter lucro. 

Além disso, o mercado de curto prazo de energia elétrica é um importante indicador do preço da energia elétrica no médio e longo prazo, influenciando as decisões de investimento em novas usinas e na expansão da rede de transmissão de energia elétrica. 

Agora que você sabe o que é esse mercado, vamos entender as principais vantagens e desvantagens dele!

Vantagens do mercado de curto prazo de energia elétrica

Flexibilidade

Uma das principais vantagens do mercado de curto prazo de energia elétrica é a flexibilidade que ele oferece aos agentes do setor elétrico.

Isso porque as empresas podem comprar e vender energia elétrica de forma rápida e eficiente, de acordo com suas necessidades imediatas de consumo ou para obter lucro.

  • Adaptação às variações de demanda;
  • Oportunidades de lucro;
  • Redução de custos;
  • Estímulo à concorrência.

Em resumo, a flexibilidade do mercado de curto prazo de energia elétrica é uma vantagem importante para os agentes do setor elétrico, permitindo que eles se adaptem rapidamente às variações de demanda, aproveitem as oportunidades de lucro, reduzam seus custos e estimulem a concorrência.

Preços competitivos

Outra principal vantagem desse mercado é a possibilidade de obter preços competitivos, pois o preço da energia elétrica no mercado de curto prazo é definido diariamente em leilões realizados pela Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE), levando em consideração a oferta e a demanda de energia em cada região do país.

Dessa forma, quando a oferta de energia é maior do que a demanda, os preços tendem a cair, tornando a energia elétrica mais barata para os consumidores. 

Por outro lado, quando a oferta de energia é menor do que a demanda, os preços tendem a subir, mas ainda assim podem ser mais competitivos do que os preços praticados no mercado de contratos de longo prazo.

Além disso, permite que as empresas possam comprar energia elétrica para atender às suas necessidades imediatas de consumo, sem a necessidade de firmar contratos de longo prazo. 

Isso pode ser vantajoso para empresas com uma demanda de energia elétrica variável ao longo do tempo, ou que não querem se comprometer com um contrato de longo prazo.

Outra vantagem é a possibilidade de obter lucro com a venda de energia elétrica. Empresas que possuem usinas de geração de energia elétrica podem vender o excedente de energia no mercado de curto prazo, obtendo um lucro adicional.

Acesso à energia solar para todos

Como a energia é negociada para entrega no dia seguinte ou em até 15 dias, as empresas podem ajustar suas compras de acordo com suas necessidades imediatas de consumo, o que pode incluir a compra de energia solar gerada em sistemas fotovoltaicos instalados em suas próprias instalações ou em outras localidades.

Além disso, pode incentivar a geração distribuída de energia solar, enquanto permite que os proprietários de sistemas fotovoltaicos possam vender o excedente de energia gerada para a rede elétrica e receber um pagamento por isso. 

Esse pagamento pode ser feito com base no preço da energia no mercado de curto prazo, o que pode tornar a geração distribuída de energia solar mais atrativa economicamente.

Outra vantagem do mercado de curto prazo de energia elétrica é a transparência na formação dos preços da energia elétrica. 

Como os preços são definidos em leilões diários, com base na oferta e demanda de energia em cada região do país, os preços refletem as condições reais do mercado e permitem que os agentes do setor elétrico possam tomar decisões mais informadas sobre suas compras e vendas de energia elétrica.

Desvantagens do mercado de curto prazo de energia

Custos de transação

Como as transações no mercado de curto prazo são realizadas diariamente e envolvem uma grande quantidade de agentes, as empresas precisam investir em sistemas de informação e em equipes especializadas para acompanhar as flutuações de preços e realizar as negociações.

Além disso, as empresas precisam arcar com os custos de transporte da energia elétrica, que podem ser elevados dependendo da distância entre a usina geradora e o local de consumo. 

Esses custos podem ser ainda maiores em regiões remotas ou de difícil acesso, onde a infraestrutura de transmissão de energia elétrica é limitada.

Outra desvantagem é a volatilidade dos preços, que podem variar bastante em função de fatores externos, como as condições climáticas, o nível dos reservatórios das hidrelétricas e a disponibilidade de outras fontes de energia. 

Essa volatilidade pode afetar a rentabilidade das empresas que atuam nesse mercado, tornando difícil a previsão de receitas e de custos.

Em situações de escassez, os preços tendem a subir, o que pode afetar negativamente os consumidores finais. Já em situações de excesso de energia, os preços tendem a cair, o que pode afetar a rentabilidade das empresas geradoras de energia elétrica.

Risco de volatilidade dos preços

O mercado de curto prazo de energia elétrica é caracterizado por preços voláteis que podem variar significativamente em função de fatores externos, como as condições climáticas e a disponibilidade de outras fontes de energia. 

Essa volatilidade pode afetar a rentabilidade das empresas que atuam no mercado de curto prazo de energia, tornando difícil a previsão de receitas e de custos. Além disso, os preços elevados podem afetar negativamente os consumidores finais, que podem ter que pagar mais caro pela energia elétrica.

Outro risco associado é quando a oferta de energia é menor do que a demanda, os preços tendem a subir, o que pode afetar negativamente os consumidores finais e as empresas que dependem de energia elétrica para operar. 

Mas, em situações de excesso de energia, os preços tendem a cair, o que pode afetar a rentabilidade das empresas geradoras de energia elétrica.

Necessidade de gestão ativa

Outra desvantagem do mercado de curto prazo de energia elétrica é a necessidade de gestão ativa por parte das empresas que atuam nesse mercado. 

Como os preços da energia elétrica podem variar bastante em função de fatores externos, as empresas precisam estar constantemente monitorando o mercado e ajustando suas estratégias de compra e venda de energia elétrica.

Isso exige uma equipe especializada em análise de mercado e em gestão de risco, que possa avaliar as condições do mercado e tomar decisões rápidas em função das flutuações de preços. 

Além disso, as empresas precisam investir em sistemas de informação e em tecnologia para acompanhar as flutuações de preços em tempo real e realizar as negociações de forma eficiente.

A necessidade de gestão ativa pode ser ainda maior em situações de escassez ou de excesso de energia elétrica, quando os preços podem variar de forma mais intensa e imprevisível. 

Nesses casos, as empresas precisam estar preparadas para tomar decisões rápidas e eficientes, a fim de minimizar os impactos financeiros e operacionais.

Como o aluguel de energia solar se encaixa no mercado de curto prazo?

O aluguel de energia solar não se encaixa diretamente no mercado de curto prazo de energia elétrica, uma vez que se trata de uma modalidade de geração distribuída (GD) de energia elétrica, na qual o consumidor final gera sua própria energia elétrica a partir de painéis solares instalados em sua residência ou empresa.

No entanto, o aluguel de energia solar pode ter impacto indireto no mercado de curto prazo, uma vez que a geração distribuída de energia elétrica pode reduzir a demanda por energia elétrica da rede pública em determinados horários do dia, como nos horários de pico de consumo. 

Isso pode reduzir a necessidade de compra de energia elétrica lá, o que pode afetar os preços da energia elétrica nesse mercado.

Além disso, o aluguel de energia solar pode ser uma alternativa interessante para empresas que desejam reduzir seus custos com energia elétrica, uma vez que a geração distribuída de energia elétrica pode ser mais barata do que a compra de energia elétrica da rede pública. 

Isso pode aumentar a competitividade dessas empresas e reduzir sua dependência em relação ao mercado de curto prazo de energia elétrica.

Portanto, o aluguel de energia solar não se encaixa diretamente no mercado de curto prazo de energia elétrica, mas pode ter impacto indireto nesse mercado ao reduzir a demanda por energia elétrica da rede pública em determinados horários do dia. 

Além disso, o aluguel de energia solar pode ser uma alternativa interessante para empresas que desejam reduzir seus custos com energia elétrica e aumentar sua competitividade.

Aproveite os benefícios da energia solar de forma segura e econômica

O mercado de curto prazo é uma opção interessante para empresas que buscam flexibilidade e economia na compra de energia elétrica. No entanto, é importante estar ciente das vantagens e desvantagens dessa modalidade antes de tomar uma decisão.

A Sunne é uma empresa que oferece um serviço de intermediação entre usinas solares e clientes assinantes de energia solar por assinatura. 

Através da Sunne, empresas podem economizar na conta de energia sem precisar arcar com custos de instalação de painéis solares. O processo é feito 100% online e sem burocracias. 

Se está pensando em aderir ao mercado de curto prazo, talvez o aluguel de energia solar com a Sunne seja uma boa opção para seu negócio!

Para saber mais sobre como a Sunne pode ajudar sua empresa a economizar na conta de energia, acesse o banner abaixo e aguarde o contato de um consultor especializado!

Contrate energia solar por assinatura e seja parte do futuro da energia hoje com a Sunne. Comece a economizar agora.

A primeira Inteligência Artificial do setor de energia!

Descubra em primeira mão como essa plataforma irá revolucionar o setor e os seus resultados.